Veja o que você precisa para montar uma cozinha industrial em casa

Você quer montar uma cozinha industrial em casa, mas não sabe por onde começar? Tornar-se um empreendedor é o sonho de grande parte dos brasileiros que busca a independência financeira e uma melhora na qualidade de vida. Entre as diferentes oportunidades de negócios, aquelas que envolvem a alimentação estão em alta.

Nesses casos, a maior dificuldade é que a empresa é iniciada na própria casa do empreendedor, o que pode prejudicar o processo caso o espaço não seja adequado e funcional.

Sabemos que uma cozinha industrial poupa trabalho e tempo, mas será que é possível montar uma em casa? A resposta para esse questionamento é: sim! Se você quer saber como proceder para ter uma cozinha industrial no seu lar, continue lendo este artigo!

Utilize seu espaço de maneira funcional

Aqueles que pretendem montar uma cozinha industrial em casa normalmente transformam o cômodo já existente ou fazem um novo em algum lugar da casa disponível.

É preciso ter em mente que, em qualquer uma das duas opções, é interessante contar com a ajuda de um profissional especializado em Engenharia de Alimentos ou Arquitetura. Caso isso não seja possível, o cuidado deve ser redobrado para que o espaço atenda às necessidades de produção da melhor maneira possível.

Para tanto, você deve pensar no passo a passo da produção e definir o espaço necessário para cada uma das atividades. A partir dessas informações, o layout da cozinha pode começar a ser pensado.

Separamos algumas regras básicas de funcionalidade imprescindíveis a uma cozinha industrial. Se você não quer errar no planejamento do layout, confira:

  • mantenha o lixo longe do local de preparo das refeições;
  • afaste os equipamentos quentes (forno, máquinas de produção e fogão) dos frios, como refrigeradores;
  • deixe os acessórios dispostos de forma que estejam sempre à mão;
  • disponha as máquinas, as mesas e os principais armários de acordo com suas respectivas alturas;
  • mantenha os materiais de limpeza afastados dos alimentos;
  • proteja as lâmpadas com globos, para evitar que resíduos caiam nas panelas em caso de estouro;
  • preste atenção nos armários: na cozinha industrial, eles devem ser abertos (sem porta);
  • invista em uma boa coifa, afinal você está na sua casa.

Cumpra as regras da Vigilância Sanitária

Há uma série de regras a ser respeitada na hora de montar uma cozinha industrial, que ajuda a manter a higiene do local e serve para precaver qualquer tipo de problema. A lista envolve tanto a estrutura do local quanto a forma de armazenar os alimentos.

Estrutura do local

Para comentar a estrutura do local, vamos começar pelo piso. Ele deve ser antiderrapante, para evitar acidentes, e de cor clara, composto por material liso, lavável, impermeável, de fácil higienização e resistente. O ralo deve ter a opção que permite seu fechamento.

Outras estruturas que precisam seguir um padrão são as paredes. Elas devem ser azulejadas e de cores claras e laváveis, além de terem acabamentos lisos. O forro e o teto também precisam ser em tons claros, impermeáveis e lisos. Além disso, devem estar livres de rachaduras, umidade, goteiras e vazamentos.

Seguindo o padrão, as janelas e portas devem permitir uma fácil limpeza, sendo de cores claras e lisas. As aberturas para a rua (ou o vão de luz) precisam ter proteções para evitar que o sol eventualmente estrague os alimentos, além de telas para proteger a cozinha de insetos ou roedores.

Armazenamento e preparação dos alimentos

A forma de armazenar e preparar os alimentos é uma das etapas do controle de qualidade exigido pela Vigilância Sanitária. As regras são básicas e garantem proteção contra a contaminação, perda nutricional ou deterioração dos produtos.

Os alimentos devem ser armazenados nas temperaturas corretas:

  • refrigerados de 0° a 10° graus, de acordo com as indicações de cada item;
  • congelados em temperatura igual ou menor do que -18°;
  • em temperatura ambiente, preservados em torno de 26°.

Os produtos armazenados em potes ou embalagens que não sejam as originais do fornecedor — ou aqueles preparados na cozinha, como verduras, frutas e temperos — devem estar etiquetados com a data de validade e as recomendações de uso.

Além disso, a geladeira deve ser organizada de acordo com os tipos dos produtos. Ou seja: laticínios, legumes, verduras e temperos, por exemplo, precisam ser armazenados separadamente, de forma que os itens semelhantes fiquem agrupados.

Na parte mais baixa da geladeira, guardam-se os alimentos in natura, como hortifrutigranjeiros que não tenham sido higienizados e carnes cruas. No meio, ficam aqueles já pré-preparados, enquanto os que estão prontos para o consumo vão para a parte mais alta.

blog_banner-degust-plus

Pense nas máquinas e nos equipamentos

Agora que já vimos todas as regras essenciais para montar o espaço da sua cozinha industrial em casa, chegou a hora do mais importante: as máquinas e os equipamentos.

Investir em um bom maquinário é muito vantajoso, pois diminui o trabalho do cozinheiro, otimizando o tempo de produção e aumentando, consequentemente, a quantidade de alimentos preparados. O resultado do uso de máquinas é o aumento do lucro, já que se produz mais em um período menor.

Equipamentos

Os equipamentos envolvem todos os utensílios que serão utilizados no cotidiano da cozinha. Antes de comprá-los, recomendamos que seja feita uma lista prévia de todos eles, separando-os por categorias, como:

  • eletrodomésticos;
  • móveis;
  • utensílios de cozinha;
  • equipamentos de escritório;
  • produtos de limpeza etc.

Máquinas

As máquinas, como já vimos, trarão alta produtividade para você. Caso esteja começando e não tenha como adquirir um maquinário de produção completo, foque no principal objetivo do seu negócio. Se vende salgados, invista em um item capaz de fazê-los.

Ainda utilizando o exemplo dos salgados, é possível encontrar um maquinário relativamente pequeno, que produz uma média 5 mil coxinhas por hora, como o da Rimaq. Ele é o mais compacto do mercado, porém seu rendimento é alto, com uma produção que atinge 10 kg por vez.

Ter sua própria cozinha industrial é uma grande vantagem para a produção de alimentos. Apesar de parecer complicado montá-la, tudo fica mais fácil com organização e dedicação. Por isso, coloque os itens necessários no papel, faça um bom planejamento e pronto: está na hora de colocar a mão na massa!

Seu negócio produz salgados e doces? Então, conheça a máquina da Rimaq que vai alavancar suas vendas!