Confira 3 tipos de doces para vender e lucrar muito

Fazer doces e sobremesas é a paixão de muita gente, mas você sabia que, com planejamento e organização, é possível transformar esse hobby em uma fonte de renda lucrativa? Um negócio com diversos tipos de doces para vender, design atrativo e bom relacionamento com os clientes pode ser a sua porta de entrada para o universo do empreendedorismo.

Se você sempre quis abrir um negócio de sobremesas, mas não sabia como, confira nosso post e descubra como montar seu negócio em casa!

Monte sua empresa em casa

Uma das maiores vantagens de abrir um negócio de venda de doces é a possibilidade de começar seu empreendimento dentro da sua própria casa, sem necessidade de investir em aluguel ou de grandes reformas estruturais.

Na verdade, com uma máquina de salgados e docinhos você consegue ter um grande volume de produção, além de que, com doces padronizados, a ocupação de espaço é bem menor.

Devido à facilidade de implementação, esse é um negócio que funciona muito bem, tanto para quem quer apenas conseguir uma renda extra, quanto para aquelas pessoas que desejam dar um passo para se dedicarem integralmente ao sonho de abrir o próprio negócio.

3 dicas de doces que fazem sucesso

Agora que você já sabe que pode começar seu negócio com pouco investimento e sem sair de casa, vamos conhecer os tipos de doces para vender que fazem mais sucesso:

1. Brigadeiro

É difícil encontrar alguém que não goste desse clássico da confeitaria brasileira. E mesmo para aqueles que dizem não serem fãs do docinho de chocolate, já é possível encontrar receitas de brigadeiro dos mais diversos sabores, desde os tradicionais morango e coco, até sabores mais modernos e diferenciados — como crème brûlée e pistache.

A técnica para fazer os sabores é a mesma, e, geralmente, basta substituir o chocolate por algum outro ingrediente que dê o sabor desejado ao docinho.

A margem de lucro do brigadeiro vai variar, obviamente, a depender dos insumos que você utilize e do preço de venda que estabeleça para seus produtos, mas, de forma geral, podemos dizer que esse produto ultrapassa facilmente os 150% de lucro.

2. Brigadeiro de colher ou de pote

Outra alternativa que vem ganhando espaço na confeitaria, são os doces de colher e de pote. Mais cremosos, eles são servidos de forma simples — dentro de garrafinhas ou potinhos de vidro — para se comer de colher.

Uma das vantagens desse tipo de doce é que você não precisa esperar que ele dê o ponto. Como deve ser comido com colher, o ideal é que esteja mais cremoso mesmo.

Por ser vendido em potinhos, você pode cobrar um preço maior pelo doce de colher, e ele é perfeito para dar de presente ou para levar para casa, caso seu cliente não queira consumir no local.

Porém, é preciso estar atento à embalagem que você vai usar. Invista em embalagens elegantes, de preferência que possam ser reutilizadas pelos clientes depois.

3. Musse no copinho

Ainda seguindo a tendência dos doces cremosos, as musses são excelentes pedidas para quem quer algo prático de fazer e que tenha boa saída.

As musses são sobremesas tradicionais que podem vir nos mais variados sabores: limão, maracujá, chocolate, morango — aqui, quem manda é a sua criatividade e o paladar dos seus clientes.

Como levam gelatina, porém, é importante que as musses estejam sempre resfriadas para que não percam sua textura cremosa. Se for transportá-las, use sempre uma caixa térmica e não se esqueça de oferecer colheres e guardanapos.

E você, conhece outros tipos de doces para vender que podem virar a base de um negócio de sucesso? Se você gostou das nossas dicas, compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a realizarem o sonho do negócio próprio!

máquina-de-fazer-salgados