churrasco saboroso pedaços molho

Que delícia! Saiba como deixar seu churrasco saboroso

Você sabe: os brasileiros amam churrasco. Existem inúmeros motivos para amar não apenas o que se come nessas festividades, mas o próprio evento em si, que remete à felicidade e paz com amigos e familiares. Porém, vamos falar hoje sobre um aspecto para lá de importante: o sabor das carnes, frangos, linguiças e vegetais que vão à grelha. Sabe aquele tempero especial que pode transformar o gosto para melhor (ou pior)? Ou a proximidade dos alimentos em relação ao fogo? Confira nossas dicas para fazer um churrasco saboroso.

Atenção na hora da compra

Um dos aspectos mais importantes antes de preparar seu churrasco saboroso é a compra dos alimentos que você irá utilizar. Uma escolha errada pode arruinar todo o evento. Por exemplo, as carnes bovinas não podem apresentar gorduras amareladas pois elas indicam que são provenientes de bois e vacas de mais idade. Isso faz com que a carne fique mais dura.

Além disso, é bom reparar também na cor da própria carne. A cor vermelha mais escura também indica que ela é proveniente de bois e vacas “velhas”. Quanto ao frango, o ideal é sempre comprá-lo em pedaços, o que facilita também posterior cozimento.

Vale fazer uma observação sobre a picanha. Um dos cortes mais escolhidos pelos brasileiros, ela deve pesar, no máximo, 1,2kg. Por ser uma continuação do mesmo músculo do coxão duro, se o tamanho dela for maior que esse quer dizer que a picanha está acompanhada deste outro corte.

Se a sua preferência for por espetinhos e churrascos veganos, tome muito cuidado na hora de comprar os vegetais. Os brócolis, uma das maiores escolhas (principalmente na montagem de espetinhos) precisam estar com tonalidade verde-escura. O envelhecimento (quando eles ficam amarelos) faz com que eles fiquem menos saborosos. As cebolas, por sua vez, não podem ter manchas e pontos moles.

Aliás, uma última dica para a hora da compra: compre quantidades suficientes para seus convidados. Estimativas apontam para cerca de 500g para cada adulto e 300g para cada criança/adolescente. Mas se você ainda tiver dúvida sobre a quantidade suficiente, utilize a calculadora do churrasco.

Hora de ligar o freezer

O tempo ideal para a manutenção dos alimentos do churrasco em uma geladeira é de 72 horas (3 dias). Ou seja, se você fizer a compra em um período maior que esse em relação ao churrasco, deve conservar as compras em um freezer.

Atenção nas bactérias: cuidado com a higiene

Certifica-se de higienizar TODOS os utensílios que utilizará no churrasco. Afinal, utensílios sujos e/ou infectados com outros alimentos podem traduzir em sabores indevidos à carne. Ninguém gosta de sentir gostos de outras coisas na hora de comer aquele espetinho que você tanto espera.

Magia das mãos: o tempero

É unânime: o sal grosso é o tempero mais utilizado pelos churrasqueiros de todo o brasil. Ele tem a vantagem de realçar o sabor e, ainda por cima, não rouba o sulco da carne. Porém, não atenha-se exclusivamente a ele. Existem muitas outras opções para temperar aquele churrasco saboroso.

AZEITE

Uma das escolhidas com certa frequência é o azeite. Ele faz uma bela combinação com o sal grosso, pois ajuda este a espalhar-se pela carne, e, após ir ao fogo, a derretê-lo, penetrando por entre as fibras dela. Ele também serve, pelo menos motivo, no frango.

PIMENTA

A pimenta também combina muito bem com o churrasco. Por ser um tempero presente nos mais diferentes tipos de alimento, ela tem a flexibilidade de ser adaptada aos mais variados paladares, agradando muitos convidados. Entretanto, tome cuidado. Muitos são alérgicos a certos tipos de pimenta ou sentem desconforto estomacal com elas. Por isso, maneire nas quantidades e faça o uso das mais populares, como a pimenta do reino. Se for temperar carne de frango ou suína, prefira a dedo-de-moça.

ERVAS

As ervas também podem ser umas das suas grandes amigas na hora de realçar o sabor do churrasco. Por terem um vigor “forte”, podem acentuar ou mudar o gosto do churrasco. No caso da carne branca elas podem ser vitais. Isso porque o frango é “neutro”, tendo poucas variações de sabor antes do tempero.

Certas ervas, como o tomilho, cominho e salsa fazem um trabalho muito bom, deixando a proteína da sua escolha com um gosto forte e realçado. É o caso também do Chimichurri, que envolve várias ervas em conserva, e pode facilitar seu trabalho caso não tenha nenhuma em mente.

MEL

Se o seu desejo é o de surpreender seus convidados, escolha o mel. Controverso tempero devido ao sabor extremamente adocicado, ele funciona muito bem se colocado em pinceladas sobre a carne (mas já com esta na churrasqueira). No caso da carne de porco, ele é o ingrediente principal de um tempero que ainda deve levar mostarda, shoyu, suco de limão e azeite de oliva. Essa mistura deve ser distribuída pela carne horas antes de ir ao fogo, de maneira a “curar”.

O corte

Cortes ruins são um grande problema. Dificultam os convidados e ainda podem prejudicar temperos que penetram nas fibras da carne. Por isso, posicione a lâmina da seguinte maneira: ela deve estar numa posição que forme 90° no sentido contrário ao das fibras (transversal).

Desta forma, o segundo corte, na hora de servir, já seja feito corretamente e em direção ao lado certo, que mantém a camada de gordura nas laterais.

Tá pegando fogo

O fogo é, literalmente, o termômetro de um churrasco saboroso. Ele pode pode consagrar ou acabar com o evento. Por isso, muito cuidado. Posicione a grelha à uma distância razoável da brasa, para não torrar as carnes, frangos, linguiças e vegetais. Antes disso, entretanto, prepare o carvão, que deve ser concentrado na região central e regado pelo acendedor. Após isso, produza a chama, que terminará por “acender” a brasa.

Muita paciência. Deixe as labaredas baixarem e espere a vermelhidão da brasa. Caso o carvão não seja totalmente “aceso”, abane para espalhar por todos os pedaços.

Atente-se à distância da grelha do fogo. Cortes maiores, como a costela, devem estar a cerca de 40cm do fogo, pois são mais gordurosos e o derretimento da gordura deixa a carne mais macia. Carnes no espeto e espetinhos devem localizar-se entre 15 e 30 cm da brasa, para “grelharem”.

Tome cuidado no ponto da carne que seus convidados gostam. Apesar da maioria das pessoas gostarem de carnes mal-passadas, é normal que algumas não convivam bem com a presença de “sangue” (principalmente os vegetarianos, por isso deixe os vegetais em uma área reservada da grelha”). Logo, vá cortando os pedaços/tirando os espetinhos de acordo com o gosto de cada um e bom proveito!

Gostou das dicas e quer começar a investir no mercado de espetinhos? Conheça a Máquina Churrasqueira Churras 360 da Rimaq e leia nosso artigo sobre esse tipo de empreendimento. E se você quiser saber mais sobre o universo dos espetinhos, acesse o “Espetinho de Sucesso” blog especializado sobre o assunto onde você conseguirá dicas especiais e até realizar um curso com o Chef Ricardo Penna.